dormakaba
As melhores soluções para o seu negócio. Confira nossos cases de sucesso!

Foracesso ajuda a esclarecer roubo no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto

O Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, um dos maiores hospitais do interior do estado de São Paulo, utiliza os sistemas Forponto e Foracesso desde 1998 para controlar e administrar 5.000 servidores, 7.000 alunos, além de visitantes e prestadores de serviço, com um significativo fluxo de mais de 500 mil transações por mês.

Na Unidade de Emergência, localizada no centro da cidade, estão instaladas 4 catracas e 6 relógios de ponto, e no Hospital, incrustado no Campus da USP, há 15 catracas e 20 relógios.

Em Dezembro de 2002 ocorreu um assalto à mão armada dentro das dependências do Hospital. O Foracesso ajudou a Polícia a identificar o criminoso, conforme pode ser lido na matéria abaixo, publicada pelo Jornal Verdade de Ribeirão Preto em 14/12/02.    

Esclarecido roubo de tíquetes no HC    

O auxiliar de enfermagem do Hospital das Clínicas Fernando do Lino Figueira, 30, está preso temporariamente acusado de participação no roubo de R$ 96 mil em tíquetes alimentação ocorrido no HC no início da semana. A polícia concluiu que o assaltante, identificado como Tiago Luiz Montanheiro, 23, cunhado de Figueira, usou o cartão de funcionário do auxiliar para entrar no HC na segunda-feira, analisar a rotina do hospital e executar o roubo na terça, sempre municiado de informações vindas de Figueira.

“Nós fizemos um levantamento dos funcionários que haviam perdido o cartão de entrada nos últimos dias e chegamos ao nome deste auxiliar que comunicou somente na terça que teria perdido o cartão no domingo”, disse o delegado do 3o Distrito, José Luis de Meirelles Júnior.

Os policiais investigaram que alguém tinha entrado no Campus na segunda, permanecendo doze horas no interior do hospital usando o cartão do auxiliar, mas neste dia Figueira estava de folga. Na terça, imediatamente ao comunicar a perda e usar um cartão provisório, o original que estava em poder de Montanheiro foi cancelado, por isso que pouco antes do roubo ser anunciado ele foi barrado na portaria ao tentar entrar com o cartão.

“Depois de identificar a pessoa que teria perdido o cartão, chegamos ao nome de Tiago como uma pessoa próxima do funcionário e recém-saído da penitenciária de Ribeirão Preto, conseguimos a foto dele e mostramos para o porteiro que o reconheceu como sendo o homem que tentou entrar e não conseguiu”, prosseguiu Meireles Júnior.

Com prisão temporária decretada, Figueira foi detido na tarde de ontem e interrogado. No depoimento, confessou que tramou o roubo junto com o cunhado, mas disse não saber que destino foi dado aos tíquetes que ficaram em poder de Montanheiro. A polícia realizou buscas nas casas dos dois envolvidos mas os tíquetes não foram encontrados. Tiago Montanheiro também está com prisão temporária decretada e encontra-se foragido.   

Duas funções básicas do Foracesso permitiram identificar o criminoso:

- Quando alguém solicita um crachá provisório, seu crachá oficial fica automaticamente bloqueado, ou seja, não é possível ter acesso utilizando o crachá oficial.  

- Todas as tentativas de acesso são registradas pelo sistema, sejam elas liberadas ou bloqueadas. Assim é possível saber se alguém tentou fazer um acesso não autorizado e quantas tentativas foram feitas.